A ORIGEM DA PALAVRA CAXAMBU

Da revista “Fontes da Vida” ed. Julho de 1962

Caxambu devia grafar-se cachambu, porque bem de duas palavras africanas: cacha (tambor) e mumbu (música). O vocabulário servia, ao tempo dos escravos, para designar não só o instrumento que eles tocavam nas danças, mas ainda a própria dança ou batuque.
Dizem uns que, outrora, os negros vindos de Baependy e circunvizinhanças, costumavam reunir-se nas referidas Águas e aí celebravam batuques memoráveis, ao som dos seus caxambus, e assim, do hábito do convite “Vamos ao caxambu”, ficou o termo aplicado ao próprio sítio da festa.
Outros referem a lenda de que as águas das fontes, principalmente quando ainda um grande brejo ali dominava, produziam, borbulhando, um murmuro mais ou menos violento e de certo modo comparável ao rufar do tambor dos escravos.
Mas a explicação mais cabível é, sem duvida, a que faz derivar a designação “Caxambu” do morro existente, o qual é de forma cônica, exatamente como o instrumento africano. Isso parece verdadeiro, porque há outros lugares em Minas chamado também Caxambu e todos situados sobre ou junto a algum morro de forma cônica ou de cone truncado. Assim há em Maria da Fé um Caxambu, e em S. Jose dos Botelhos encontra-se um arrabalde, distante cerca de duas léguas com o mesmo nome de Caxambu e que oferece as condições topográficas já argüidas.
Segundo outros, entre eles o Dr. Pais Leme, o topônimo CAXAMBU, teria sido originado dos vocabulários brasílicos CAA (mato) + XA (ver) + UMBU (riacho), o que resultaria: MATO QUE VE O RIACHO.
Nós entretanto discordamos,
O topônimo “CAXAMBU” não é de origem africana as traduções, Cacha (tambor) e mumbu (música) assim como a outra do Dr. Pais Leme CAA (mato) + XA (ver) + UMBU (riacho) não são exatas; o nome Caxambu é de origem indígena; dos bugres que habitaram as regiões de Baependy; nome também dado pelos nativos Cataguases, que, em diversas tribus, viveram em Minas Gerais, “Typi” cabeça de geração ou raiz-mãe.
Chamavam também “Tapuia”, que significa “avós”.
Com a corruptela “Typi”, veio “Tupy”, assim sempre, depois denominados (Vêde “história antiga de Minas Gerais”, Diogo de Vasconcelos).
O nome Caxambu, já existia antes do local ser apossado pela concessão das Sesmarias, a diversas famílias dos Bandeirantes Paulistas, fundadores de Baependy.
É assim que, recorrendo ao Dicionário Geográfico do Dr. João Mendes de Almeida, jurisconsulto e político conservador na Capital paulista, no seu livro, à pagina 67, ele diz: – Caxambu é uma fonte de águas minerais na província de Minas Gerais.
Aplico aqui este nome por serem muito procuradas por enfermos estas águas, Caxambu corruptela de Cata-mbu, golfa ferve.
De cata “golfar, fazer torvelinhos, borbulha; “mbu, o mesmo que pu “ferver”, mudado o “p” em “mbu” por causo do som nasal de “catã”.
Alusivo a golfar da terra a fonte, fazendo bulhões ou uma como fervesse”. Em Tupi, a palavra Caxambu significa “bolha?” e com referencia a água, é a bolha que o liquido faz como “a ferver”.
Esta explicação satisfaz a origem da palavra indígena – Caxambu.
Segundo a versão de H. Sanchez Quell embaixador do Paraguay em 1957, a palavra CAXAMBU é de origem GUARANY.
Versão também aceita e mais ou menos idêntica, a de origem Tupy.
CAXAMBU – CAA – UMBÚ – MURMÚRIO DA SELVA.

TOPO