CAXAMBU - MG

Histórico do Município

Gentílico: caxambuense

Histórico

CAXAMBU
MINAS GERAIS

Desde as primeiras entradas que se verificaram na região, os roteiros das bandeiras assinalavam com o nome de Caxambu determinada montanha, cujo característico - um cone truncado ­constituía fácil ponto de referência. Várias são as versões da origem do topônimo. Segundo uns autores, a designação de Caxambu teria raízes africanas e adviria da junção dos vocábulos cacha (tambor) e mumbu (música). Para outros estudiosos, o nome ter-se-ia originado de caa (mato), xa (ver), umbu riacho que quer dizer mato que vê o riacho.
Admite-se que, por força da provisão firmada por D. Fernando Martins Mascarenhas, datada de 30 de setembro de 1706, Carlos Pedroso da Silveira teria obtido, com seu genro Francisco Alves Correia, uma sesmaria na região, dando início a colonização.
Entretanto, apesar da fertilidade do solo, muito tempo se passou sem que a localidade atingisse grande desenvolvimento, o que só se verificou com a descoberta das fontes de águas minerais
Embora nada se posse afirmar a respeito da autenticidade das versões correntes sobre como teriam sido descobertas as minas, de águas minerais, parece certo colocar os primórdios do Município em 1748, quando Estácio da Silva solicitou ao Bispado de Mariana licença para a construção de uma capela nos terreno, onde morava. Sobre datas, há os que admitem que as minas seriam conhecidas desde 1762 ou 1772. O que parece fora de dúvida é que, em 1814, quando começaram a espalhar-se as notícias da existência das águas. ainda não existia nenhuma casa nas proximidades das mesmas, o que só se verificou em 1844, graças aos trabalhos de Felício de Oliveira Mafra.
Em 1875, reconhecidas as virtudes curativas das águas de Caxambu, o Governo da então Província de Minas Gerais concedeu a sua exploração a particulares.Formação Administrativa
A 16 de novembro 1844, foi criada a freguesia de Nossa Senhora dos Remédios de Caxambu e somente em 1901 é que foram criados o Município e a vila de Caxambu, com território desmembrado de Baependi. A partir de então, foi contínuo o progresso de Caxambu, graças, sobretudo, a excelência de suas águas minerais.
Segundo a divisão administrativa, vigente em 31 de julho de 1956, o Município de Caxambu é constituído de apenas um distrito, do mesmo nome.

 

Síntese das Informações

Área da unidade territorial - 2015 100,483 km²
Estabelecimentos de Saúde SUS 8 estabelecimentos
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010) 0,743
Matrícula - Ensino fundamental - 2015 2.689 matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015 767 matrículas
Número de unidades locais 788 unidades
Pessoal ocupado total 4.501 pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014 12.686,74 reais
População residente 21.705 pessoas
População residente - Homens 10.526 pessoas
População residente - Mulheres 11.179 pessoas
População residente alfabetizada 19.097 pessoas
População residente que frequentava creche ou escola 6.106 pessoas
População residente, religião católica apostólica romana 14.593 pessoas
População residente, religião espírita 411 pessoas
População residente, religião evangélicas 5.472 pessoas
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural 475,00 reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana 510,00 reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural 1.788,48 reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana 2.980,99 reais

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística


Dados Gerais

População: 21.705 habitantes

Área: 100,483 km2

Bioma: Mata Atlântica

Instalado em 01/01/1939


Economia 

Fonte: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2014 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2014. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional. Siconfi: sistema de informações contábeis e fiscais do setor público brasileiro. Brasília, DF, [2015]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/index.jsf. Acesso em: jul. 2015.

Nota 1: A DCA do Estado de Rio Grande do Norte foi desconsiderada no FINBRA por causa de inconsistências. Favor veja a notícia que fala sobre este assunto no link: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/conteudo/conteudo.jsf?id=2701

Nota 2: Atualizado em 28/08/2015, às 16:15h. Os valores estavam 100 vezes menores em função de erro no formato de exibição.


Produto Interno Bruto - Valor Adicionado

Fonte: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA.
NOTA 1: Os dados de 2014 estarão sujeitos a revisão na próxima divulgação.
NOTA 2: Os dados da série revisada (2010 a 2014) têm como referência o ano de 2010, seguindo a nova referência das Contas Nacionais.


Produto Interno Bruto dos Municípios 2013 

Fonte: IBGE em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secratarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA, 2013.
(1) Exclusive Administração e Serviços Públicos.


Produto Interno Bruto per capita 2010 - 2013


Pessoas ocupadas por setor 2007 - 2013


Educação

Fonte: (1)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2015. NOTA: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2008 - 2015.
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2007 - 2013.


Fonte: Ministério das Cidades, Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN - 2015. NOTA 1: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável. NOTA 2: Atribui-se a expressão dado não informado às variáveis onde os valores dos municípios não foram informados.


População

Fonte: IBGE: Censo Demográfico 1991, Contagem Populacional 1996, Censo Demográfico 2000, Contagem Populacional 2007 e Censo Demográfico 2010;


Pirâmide Etária

Fonte: IBGE: Censo Demográfico 2010;


Destino Final do Lixo - 2010

Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010.


Rendimento Domiciliar per capita - 2010

Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010.


População residente, por situação do domicílio e sexo - 2010

Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010.


População residente, por grupos de idade - 2010

Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010.


População residente e domicílios 1980 - 2010

Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1970/2010.


Número de eleitores, por grupos de idade - 2010

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral - TSE, Registros Administrativos 2016.


Índice de Desenvolvimento Humano

Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD 2010.


Saúde

Estabelecimentos de saúde

Fonte: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. NOTA: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável ou onde, por arredondamento, os totais não atigem a unidade de medida.


Morbidade hospitalar

Fontes: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014. NOTA 1: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável. NOTA 2: Atribui-se a expressão dado não informado às variáveis onde os valores dos municípios não foram informados.


Taxa de Mortalidade Infantil 2008 - 2014

Fonte: Ministério da Saúde, DATASUS 2008 - 2014.
(1) Valor considerado aceitável pela Organização Mundial de Saúde - OMS.


Notificações de dengue registradas 2007 - 2012

Fonte: Ministério da Saúde, DATASUS 2007 - 2012.


 Fonte IBGE

TOPO